fbpx

Design Sprint

O método, desenvolvido pelo designer Jake Knapp, ficou conhecido por ser implementado em 2010 no Google Ventures (GV), braço de investimentos de risco do Grupo Alphabet, que controla o Google. 

Design Sprint

Após esse teste inicial, o Design Sprint foi aplicado em mais de 80 startups pelo mundo. Com o sucesso do método, Knapp publicou o livro “Sprint: O método usado no Google para testar e aplicar novas ideias em apenas cinco dias”, em 2016. 

Passo a passo do Design Sprint

A metodologia que encurta o prazo de entrega de um produto/solução em apenas cinco dias fica dividida em 5 pilares: Unpack, Sketch, Decide, Prototype e Test. 

No 1° dia, se faz o Unpack, basicamente o mapeamento de todas as informações necessárias para a sequência do projeto com toda a sua equipe.  

“O que eu aconselharia a alguém que está fazendo isso pela primeira vez é conversar com as pessoas da equipe. Faça um rascunho do que você acha que é a meta de longo prazo e a métrica para ela. Isso o ajudará muito na segunda-feira” afirmou Knapp em entrevista ao Workshopper. 

No 2° dia do Sprint, vem o Sketch — basicamente o rascunho de todas as ideias. Processo similar ao tradicional brainstorming onde todas as ideias e divergências são registradas. E no final do dia as melhores soluções, ideias avançam para o terceiro dia. 

Passo a passo design sprint

Quando chegamos para o 3° dia do Sprint, chegamos em um dia crucial, o dia do Decide, onde filtraremos as ideias, melhorá-las e ao final escolher apenas uma. 

“Em um design sprint, você terá que se sentir confortável com o desconforto: desconfortavelmente rápido, desconfortavelmente imperfeito e desconfortavelmente incompleto” disse Knapp em entrevista ao Workshopper. 

Avançando para o 4° dia, dia do Prototype ou prototipagem. Aqui o objetivo não é finalizar o projeto, e sim validar a sua funcionalidade. 

Enfim chegamos o último dia, dia do Test, é direcionado para testes, feedbacks, apresentação para o usuário e mensurar dados. Com todas essas informações em mãos é possível tomar a decisão se o projeto vai para frente ou não. 

Benefícios e desafios 

O Design Sprint oferece uma série de benefícios, como a agilidade ao condensar o processo em 5 dias, foco com as equipes centradas no projeto e colaboração pois o método promove a troca de ideias entre as equipes.   

Embora ofereça muitos benefícios, o Design Sprint traz alguns desafios também sendo a intensidade, alinhamento e limitação do tempo são alguns dele. 

O ritmo acelerado do processo pode ser desafiador para algumas equipes. Eventualmente, o curto prazo de apenas 5 dias pode limitar as entregas e prejudicar as equipes menos alinhadas. 

O Design Sprint, é uma ferramenta muito poderosa para acelerar o processo de inovação, com a sua abordagem estruturada e colaborativa para resolver problemas e criar soluções, então podemos dizer que os benefícios do Design Sprint superam e muito suas limitações. 

Ao adotar essa metodologia, as empresas podem, principalmente, reduzir tempo de lançamento, aumentar eficácia das soluções e garantir a satisfação do seu cliente.
Com a aplicação correta, você pode usar o Sprint como uma ferramenta poderosa de impulsionamento de inovação.